Escola Municipal Anne Frank

Escola Municipal Anne Frank

Compartilhe

A Escola Municipal Anne Frank está localizada no bairro Confisco, comunidade de alta vulnerabilidade social na região da Pampulha, em Belo Horizonte (MG). O terreno foi doado pelo médico pediatra Marx Golgher que, por sua origem judaica, deu à escola o nome de Anne Frank.

A curiosidade dos alunos sobre a origem do nome da escola culminou na criação, em 2008, do Projeto Anne Frank Viva, que contempla uma pesquisa ativa sobre a história da família Golgher e um estudo sistematizado sobre o holocausto. A partir dessas pesquisas, as crianças são apresentadas às questões de justiça, igualdade, respeito, diversidade étnica e cultural e direitos humanos. Por meio do projeto, os alunos aproximam-se da história de vida de Anne Frank, inspirando-se e transpondo muitas das vivências da pequena menina judia para as particularidades de seus cotidianos, muitas vezes marcados por relações de conflito e violência.

A Escola Anne Frank se posiciona como um polo de construção de uma cultura de paz, que engloba relações além-muros. A comunidade escolar construiu, na praça em frente à escola, o Bosque da Paz, onde é realizado, mensalmente, eventos e festas da instituição escolar, como a Festa Junina. Essa ocupação do espaço público é entendida como fundamental dentro do programa político-pedagógico da escola, pois amplia o repertório e as vivências dos alunos, além de contribuir para que o lazer e o conhecimento tomem conta do espaço, combatendo a violência local.

Além das aulas regulares, os alunos também podem permanecer no período de contraturno para oficinas de dança, capoeira, esportes, entre outras atividades lúdicas que, geralmente, são ministradas por jovens da própria comunidade. A escola constitui um espaço expressivo de atuação política da comunidade e foi reconhecida, por suas práticas, pelo Centro de Referências em Educação Integral. É também uma das escolas referências do Programa Escola Integrada da Prefeitura de Belo Horizonte.

Comentários

X